É preciso ter coragem para amar em tempos de amor líquido

É preciso ter coragem para amar em tempos de amor líquido. Coragem para se entregar a uma pessoa só com tanta gente disponível. Com tanta facilidade e tecnologia. Coragem para confiar no meio de tanta mentira. Coragem para dedicar tempo, quando vivemos correndo contra o relógio. Coragem para aproveitarmos a vida, quando abdicamos dela para construirmos impérios. Coragem para conversas longas, quando resolvemos tudo por mensagens de texto. Coragem para viver o agora, quando já estamos vivendo o futuro. Coragem para sonhar, quando os sonhos já viraram metas. Coragem para ser louco em uma era em que é preciso ser judicioso. Coragem para ter paciência, quando não queremos perder tempo. Coragem para ouvir em tempos em que cada segundo vale dinheiro. Coragem para se calar, quando queremos ir às ruas gritar.

Coragem para fazer escolhas e não querer o mundo abraçar. Coragem para dividir em tempos em que ser feliz é sinônimo de egoísmo. Coragem para construir na era da desconstrução. Coragem para acreditar e não parecer bobo. Coragem para sorrir sem tirar a mão do bolso. Coragem para viver sem precisar mostrar ou provar para o outro. Coragem para se encantar com um comentário que não seja culto. Coragem para errar sem fraquejar. Coragem para mostrar afeição sem que isso pareça carência. Coragem para chorar sem parecer frágil. Coragem para acreditar sem parecer ingênuo. Coragem para questionar sem que isso pareça cobrança. Coragem para andar de mãos dadas sem necessidade de aliança. Coragem para sentir ciúme sem soar insegurança. Coragem para ter cuidado sem parecer criança. Coragem para se achar sem precisar se perder. Coragem para ser intenso na moda do desapego.  Coragem para se prender no abraço sem suplicar por liberdade. Coragem para sentir saudade sem parecer desespero.

É preciso mesmo muita coragem para viver um amor sólido, um amor louco. A gente quer ser demais, sendo de menos. Quer ser mais a gente, menos o outro. Será que vale a pena? Eu ainda prefiro amar, amar muito, de corpo e alma, dos pés à cabeça, de dentro pra fora, de fora pra dentro,  e ter borboletas no estômago a ter o zoológico inteiro. Porque no fim das contas, é só você contra você mesmo. E não tem nada melhor do que ter alguém para lutar e torcer por você na arquibancada da vida. Viver sozinho, para mim, não faz sentido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s